Câmara recebe Sindicato dos Marceneiros em Reunião Popular

A situação dos trabalhadores do polo moveleiro de Ubá, a necessidade de adequação do anel viário, a importância da implantação do Distrito Industrial e a possibilidade de o município se tornar Polo Moveleiro Estadual foram os assuntos abordados na reunião popular realizada na Câmara Municipal no dia 4 de julho.

Solicitada por representantes do Sindicato dos Marceneiros, o evento integra a agenda do Poder Legislativo, conforme seu Regimento Interno. A previsão regimental é de que se promova reunião específica para participação popular, definida como sessão especial, nas primeiras quartas-feiras de cada mês, mediante requerimento de qualquer cidadão que pretenda discutir temas de relevância social, desde que feita a solicitação com até 72 horas de antecedência.

Pelo sindicato, participaram o seu presidente José Carlos Reis Pereira, os advogados Jardel Peron Waquim e André Squizzato, e o parceiro Washington Ferreira. Presidida pelo vereador Jorge Custodio Gervasio, a reunião também contou com a participação dos vereadores Antero Gomes, Edeir Pacheco, Joseli Anísio, Luís Carlos Ribeiro e Rosângela Alfenas, além do vereador suplente Edvar Miquelito.

Com cinco minutos disponibilizados para cada inscrito, os participantes apresentaram aos vereadores pauta para indicações ao Poder Executivo ou mesmo a propositura de um projeto de lei. As principais sugestões foram:

- tornar Patrimônio Histórico e Cultural da cidade as fábricas de móveis de Ubá;

- melhorias no transporte público;

- fiscalização por parte da Comissão de Agricultura, Comércio, Indústria e Meio Ambiente da CMU (CACIMA), em parceria com a Prefeitura e com o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia mineiro no que tange à execução das normas específicas nas fábricas de móveis locais;

- divulgação de relatório semanal no Diário Oficial Eletrônico do número e tipo de acidentes de trabalho no município, bem como das atividades da CACIMA;

- criação do Distrito Industrial de Ubá;

- fortalecimento do setor de fiscalização da Prefeitura, com mais autonomia e recursos, estruturais e humanos;

- criação da gerência de Indústria e Trabalho no âmbito da Secretaria de Governo, em articulação com trabalhadores e empresários.

As sugestões serão analisadas pela CMU e terão o seu devido encaminhamento às autoridades competentes.

 

Ubá - Capital Estadual da Indústria Moveleira

Tramita na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) os Projetos de Lei n° 515/2019 e 516/2019, de autoria do Deputado Estadual Coronel Henrique, que pretendem, respectivamente, conferir ao município de Ubá o título de Capital Estadual da Indústria Moveleira, e instituir o Polo Moveleiro de Ubá. Ele justifica as propostas constatando que a cidade é o maior polo moveleiro do estado e o terceiro do país, sediando a Feira de Móveis de Minas Gerais (FEMUR) e apresentando Arranjo Produtivo Local (APL) do segmento moveleiro que é referência nacional em organização e desenvolvimento.

Uma audiência pública promovida pela ALMG está prevista para o mês de agosto, em Ubá, com o objetivo de apresentar e discutir o assunto dos projetos.

 

registrado em:
Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis. Os comentários são moderados