Escola do Legislativo da CMU realiza solenidade de lançamento do Parlamento Jovem de 2019

O plenário da Câmara Municipal de Ubá ficou repleto de jovens que participaram, em 15 de fevereiro, da cerimônia de lançamento da edição de 2019 do projeto Parlamento Jovem de Minas/Ubá. Os 70 novos estudantes do ensino médio que vão integrar o projeto neste ano, sob a coordenação local da Escola do Legislativo da CMU, foram indicados por oito escolas da cidade que aderiram à iniciativa.

Representando a Câmara Municipal de Ubá (CMU) participaram da solenidade o presidente Jorge Custódio Gervásio, o vice-presidente e presidente da Escola do Legislativo, José Roberto Reis Filgueiras, e os vereadores, Edeir Pacheco da Costa, Gilson Fazolla Filgueiras e Luis Carlos Teixeira Ribeiro.

Além deles, marcaram presença o prefeito municipal de Ubá, Edson Teixeira Filho, a presidente da Associação Quilombola Namastê, Maria Luiza Marcelino, o coordenador Geral da Associação Cultural Solano Trindade, José Felício de Oliveira, o professor e historiador José do Carmo de Araújo. Também compuseram a mesa o diretor e o assessor da Escola do Legislativo da CMU, respectivamente, Juliano Nascimento Guimarães e Luiz Alberto Vargas Santana.

Jorge Gervásio deu as boas-vindas aos estudantes e destacou a importância do Parlamento Jovem. “Este é um importante projeto que contribui para a formação política dos jovens e para incentivar o exercício da cidadania. Agradeço a cada um de vocês pela participação no projeto!”, disse.

José Roberto Reis Filgueiras em seu pronunciamento destacou a importância da participação dos jovens na política. “É um prazer ver este projeto renascer e já contando com um grande número de estudantes. Vocês terão a oportunidade de conhecer pessoas especiais, que irão nos apresentar um mundo até então desconhecido para muitos de nós. Pessoas que irão nos mostrar o valor da cidadania, da participação política, da cultura de nossa cidade e nosso Estado. Além disso, vamos discutir e debater o tema deste ano, que é discriminação étnico-racial, que com toda certeza irá contribuir para o desenvolvimento de nossa cidade e principalmente na formação de uma sociedade mais participativa”, contou.

 O prefeito de Ubá, Edson Teixeira Filho também destacou a importância do projeto para Ubá. “Nós temos que agradecer a possibilidade de formação de jovens na política. De um modo geral, a política tem sido criminalizada por várias ações e processos que a gente vem acompanhando ao longo dos anos, mas a política não é isso, como fonte de administração pública é possível se fazer uma boa política. A juventude é o presente de nosso país e os estudantes estão a ponto de assumir essa chamada responsabilidade sobre toda a questão administrativa do nosso país. Parabenizo a todos pela participação e desejo-lhes um trabalho profícuo, que os estudantes possam não só aprender, mas ensinar para aqueles que não participam diretamente do projeto e que possamos ter em breve, representantes de vocês em todas as esferas do nosso país”, ressaltou.

A estudante Phaula Ferreira Navarro que participou do Parlamento Jovem de 2017 fez um breve relato sobre o projeto na prática e falou da importância da participação da juventude na política. E o professor e historiador de história de África e de Minas Gerais, José do Carmo de Araújo, ministrou uma palestra sobre o tema deste ano do Parlamento Jovem.

DISCRIMINAÇÃO ÉTNICO-RACIAL

Este é o terceiro ano em que a Câmara Municipal de Ubá participa do projeto. A cada ano, um tema de relevância social e do interesse dos jovens é trabalhado por meio de diversas atividades de estudo, debates e deliberação. Em 2019, a 16ª edição do Parlamento Jovem, terá três subtemas: Desigualdades socioeconômicas; Violências por motivo étnico-racial e Direito às identidades e à diversidade cultural. As escolas estaduais participantes são: E.E São José, E.E Raul Soares, E.E Governador Valadares, E.E Padre Joãozinho, E.E Eunice Weaver, E.E Dr. Levindo Coelho, E.E Deputado Carlos Peixoto e E.E Senador Levindo Coelho.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis. Os comentários são moderados