Parlamento Jovem de Ubá define propostas para a Plenária Regional e sugere tema para o PJ de 2020

Os integrantes do Parlamento Jovem de Ubá reuniram-se na tarde de quinta-feira (28), no plenário do Legislativo Ubaense, para a realização da plenária municipal. Além deles, participaram do encontro o presidente da Câmara Municipal de Ubá, vereador Jorge Custódio Gervásio, e o presidente da Escola do Legislativo, vereador José Roberto Reis Filgueiras.

Em pauta, a votação das propostas dos subtemas 1, 2 e 3 que são: Desigualdade Socioeconômica; Violências por motivo étnico-racial e Direitos às identidades e à diversidade cultural. E a sugestão do tema para o Parlamento Jovem de 2020. As propostas serão enviadas para o Polo Caparaó, e serão discutidas e votadas na plenária regional que acontece dia 14 de agosto, na sede da Câmara Municipal de Ubá com a participação dos parlamentares jovens de Ubá, Paula Cândido, Visconde do Rio Branco, Viçosa, Ponte Nova, Urucânia, Piedade de Ponte Nova e Piranga que compõem o Polo Regional Caparaó.

Conheça as propostas do Parlamento Jovem de Ubá:

Subtema 1: Desigualdade Socioeconômica

1-Penalidade de multa às empresas que possuírem diferenças nos salários de trabalhadores do mesmo ramo, de etnias diferentes.

2-Incentivo ao esporte para famílias de classe baixa que recebem benefícios do Governo Federal e semelhantes. Os clubes de esportes (futebol, vôlei, natação e etc.) com uma parceria com o governo Estadual terão que fornece descontos ou uma bolsa para famílias de renda baixa filiar-se ao clube.

Subtema 2: Violências por motivo étnico-racial

1-Impedir de concorrer e de exercer cargo público quem possuir passagem pela polícia com caso de agressão à outros indivíduos por motivos étnico-raciais.

2-Disque Denúncia: Consiste na ampliação dos serviços dispostos pelo número de denúncia 156 para o crime de racismo. Manter a denúncia completamente anônima. Prestação de socorro caso a agressão seja física. Encaminhamento da denúncia para a Delegacia mais próxima ao atendimento digital pra vítima.

Subtema 3 : Direitos às identidades e à diversidade cultural

1-Implementação de história e cultura oriental ao CBC de história de Minas Gerais do 6° ao 9° ano, para que já no ensino fundamental as crianças e adolescentes tenham um conhecimento sobre tal assunto e entendam melhor essa cultura, e assim, diminuir o preconceito existente contra pessoas provindas dessa região.

2- A Prefeitura Municipal realize uma exposição popular com acervos culturais na semana de 25 de março com o objetivo de mostrar e conscientizar a população da diversidade cultural presente na cidade, promovendo assim uma igualdade cultural de tratamento. Destaque: Que não seja iniciativa só da prefeitura, mas sim de todo Estado de Minas Gerais.

E o tema proposto para o Parlamento Jovem 2020 é “Os desafios da juventude no mercado de trabalho”.

 

 

registrado em:
Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis. Os comentários são moderados